EQUIPA DE INTERVENÇÃO PERMANENTE

A Equipa de Intervenção Permanente (EIP) é composta por 5 elementos, que visam assegurar em permanência, o socorro às populações, designadamente nos seguintes casos:

- Combate a incêndios;

- Socorro às populações em caso de incêndios, inundações, desabamentos, abalroamentos e em todos os acidentes ou catástrofes;

- Socorro a náufragos;

- Socorro complementar, em segunda intervenção, desencarceramento ou apoio a sinistrados no âmbito da urgência pré -hospitalar, não podendo substituir-se aos acordos com a autoridade nacional de emergência médica;

- Minimização de riscos em situações de previsão ou ocorrência de acidente grave;

- Colaboração em outras atividades de proteção civil, no âmbito do exercício das funções específicas que são cometidas aos corpos de bombeiros.


Os elementos que constituem as EIP desempenham, ainda, outras tarefas de âmbito operacional, incluindo planeamento, formação, reconhecimento dos locais de risco e das zonas críticas, preparação física e desportos, limpeza e manutenção de equipamento, viaturas e instalações, sem prejuízo da prontidão e socorro.